0

Não percam o número de Natal!

E esse Natal maravilhoso chegando? E os biscoitinhos gostosos que a gente vai fazer? E aqueles bolos com frutas cristalizadas? Já escolheu suas receitas de Natal?

jornal-das-mocas-espere-o-numero-de-natal

Não percam as receitas que vamos postar aqui para deixar a sua ceia de Natal vintage mais doce! Estão no menu deste ano Stollen/Kerststol e biscoitos de gengibre. Não deixem de fazer uma visita!

1

Torta Lord Woolton (1940s)

wpid-20150929_231230.jpg

Esta deve ter sido a receita mais popular daquela época no Reino Unido. O nome da Woolton pie homenageia Frederick Marquis, lorde de Woolton – que popularizou a receita quando virou o Ministro encarregado da alimentação – e foi inventada por Francis Latry, que era o chef do hotel Savoy de Londres.

A receita é simples e pode ser adaptada ao que a pessoa tivesse em casa. A massa consiste em um purê de batatas misturado com farinha de trigo, se houvesse e vai apenas na parte de cima. Embaixo ficam os legumes bem cozidos e um caldo.

Aqui vai a receita com o que eu fiz (lembrando que cada um tinha sua versao e que tinha gente que fazia a massa até com cenouras):

Ingredientes:

  • 4 Batatas
  • 1 Alho poró
  • 1 Cebola
  • 1 Cenoura
  • 1/2 Batata doce
  • Salsa e cebolinha
  • Pimenta do reino
  • Noz Moscada
  • Farinha de trigo

Método

  1. Cozinhar 3 das batatas para fazer o purê.
  2. Cozinhar o resto dos ingredientes, temperando com a pimenta a noz moscada e o sal.wpid-20150929_230210.jpg
  3. É bom começar logo a cozinhar os legumes porque quanto mais tempo ficarem mais gostoso fica o caldo (e o alho poró ajuda muito nisso!)
  4. Quando as batatas ficarem bem moles, basta fazer o purê e ir misturando a farinha de trigo para ajudar a massa a ficar mais firme. Nao esquecer de por um pouquinho de sal.
  5. Quando achar que está no ponto certo, abrir a massa e montar a torta. Legumes e caldo por baixo e a massa só por cima. Cuidado para o caldo não subir. Aconteceu isso comigo e a massa não ficou tão crocante por cima.
  6. Quando pronta passar uma manteiguinha, margarina ou azeite mesmo por cima e levar ao forno. Quando a massa pegar cor a torta estará pronta.

Enquanto no forno o caldo vai pegando a batata e engrossando bastante, não fica nem um pouquinho aguado, uma delícia!

0

Começou o racionamento!

O país está em crise. A carne está uma fortuna! Estou precisando emagrecer! Este é o momento per-fei-to pra eu colocar em prática algo que eu vi uma mulher fazer uns anos atrás e quero tentar desde então.
Trata-se de uma blogger que decidiu se alimentar apenas com o que era permitido durante o racionamento que era feito na Segunda Guerra Mundial no Reino Unido.
Como eu não tenho muito talento pra fazer dieta achei a idéia de seguir esse racionamento bem interessante. Não tem contagem de caloria e nem alimentos proibidos (só limitados), afinal não foi feita pra ninguém emagrecer.
O racionamento foi feito para que todos pudessem comer de tudo sem exagerar, de forma que todos poderiam se alimentar de forma saudável. Sem que nada faltasse a ninguém.
Então, procurando na internet eu consegui encontrar os alimentos racionados e suas quantidades por pessoa, por semana, resultando no “ration book” que eu tentei fazer ligeiramente parecido com os originais. Só pra brincadeira ficar mais divertida:
 wpid-20150923_105122.jpg
Observações:
Como não é fácil encontrar os ovos em pó, vou substitui-los pela quantidade que seriam em ovos comuns. Para gordura vou usar óleo de soja, pesando de acordo como livro.
Então por enquanto é isso. Vamos ver se consigo terminar este mês seguindo tudo bonitinho sem roubar, rsrs. Toda semana espero poder compartilhar mais informações sobre essa fase da história e receitas originais como sempre!
Uma boa noite e até a próxima!